domingo, 13 de fevereiro de 2011

Pilotos do Legacy serão ouvidos por videoconferência

Pilotos do Legacy serão ouvidos por videoconferência

A Justiça Federal utilizará o sistema de videoconferência para interrogar os pilotos americanos Joseph Lepore e Jan Paladino no processo que apura o acidente entre o jato Legacy e o Boeing 737 da Gol, em setembro de 2006. Os interrogatórios dos pilotos foram marcados para os dias 30 e 31 de março e serão realizados por meio de uma conexão de áudio e vídeo entre o consulado brasileiro em Washington (EUA) e a sede do Departamento de Recuperação de Ativos do Ministério da Justiça, em Brasília.

A decisão é do juiz Murilo Mendes, da Vara Federal de Sinop (a 500 km de Cuiabá), onde tramitam os processos contra os pilotos e controladores de voo.

Para o magistrado, o mecanismo ampliará o direito de defesa dos pilotos, acusados de atentado contra a segurança do transporte aéreo. “Dispostos a falar, (os pilotos) estarão falando com quem terá a responsabilidade efetiva de julgar a demanda”, diz.

O juiz determinou, ainda, que a TAM indique um piloto com larga experiência para atuar como colaborador da Justiça. O profissional, segundo o juiz, necessita apresentar capacidade de elucidar questões ainda pendentes de esclarecimentos e não ter vínculo com as partes.

O Boeing da Gol e o Legacy chocaram-se no ar no dia 29 de setembro de 2006. O Boeing caiu em uma área de mata fechada no norte de Mato Grosso, matando todas as 154 pessoas a bordo.

Nenhum comentário: