sábado, 14 de março de 2009

ANAC establecec prazo até 5 de março para que pilotos comprovam dominio de inglês

Anac estabelece prazo até 5 de março para que pilotos comprovem domínio de inglês

Folha Online

A Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) estabeleceu o prazo máximo do dia 5 de março para que todos os pilotos que realizam voos internacionais comprovem em suas habilitações a proficiência na língua inglesa. O mínimo exigido é o nível 4 (o máximo é o nível 6), em certificação emitida pela própria agência.

Segundo a agência, esta é uma determinação da OACI (Organização da Aviação Civil Internacional) e deve ser cumprida por todos os países que a compõem.

O comandante Carlos Camacho, responsável pela área de segurança de voo do Sindicato Nacional dos Aeronautas, aprova a exigência.

Segundo ele a medida já deveria ter sido atendida há um ano. O prazo --inicialmente de dois anos a partir de seu anúncio-- foi prorrogado a pedido das empresas áreas.

Exame

Segundo a Anac, os pilotos deverão passar pelo teste "Santos Dumont English Assessment", composto de duas fases: o Pre-Test e o Proficiency Test, conforme recomendado pela OACI.
Em ambos, as questões são relacionadas ao universo da aviação civil e as comunicações radiotelefônicas entre pilotos de aeronaves, controladores de tráfego aéreo e operadores de estações aeronáuticas. As habilidades avaliadas são pronúncia, estrutura gramatical, vocabulário, fluência, compreensão e interação.

A primeira fase, O Pre-Test, constitui-se de duas partes: a compreensão oral e a compreensão escrita. O candidato necessita de no mínimo 70% de acertos em cada parte para ser aprovado e proceder ao Proficiency Test.

O Proficiency Test é uma entrevista oral composta de quatro fases: aquecimento (warm-up), resolução de problemas (problem-solving), situações de emergência (emergency situations) e tópicos da aviação (aviation topics).

Ao terminar o teste, o piloto poderá ser avaliado por mais de um examinador. A interação entre o piloto e o examinador é gravada para posterior avaliação da produção oral.

Resultado

O candidato pode apresentar seis níveis de proficiência linguística: expert (6), avançado (5), operacional (4), pré-operacional (3), elementar (2) e pré-elementar (1). Para que o piloto seja autorizado a viajar internacionalmente, deverá atingir ao menos o nível operacional (4) como nota final. Todos que atingirem esse nível deverão se submeter a um novo teste após um período de três anos.

Os que atingirem o nível avançado (5), deverão se submeter a um novo teste após um período de seis anos. E aqueles que atingirem o nível expert (6) não mais precisarão se submeter ao teste. Quem for reprovado poderá tentar novamente após 30 dias.

A Anac vai exigir e fiscalizar a proficiência linguística de todos os pilotos que apresentarem planos de voo com destino a aeroportos fora do Brasil. O nível atingido pelo piloto no "Santos Dumont English Assessment" estará escrito em seu certificado de habilitação, que é exigido para realizar o voo. O piloto que não estiver portando o documento é impedido de voar.

Atualmente, 4.137 pilotos brasileiros já são habilitados no nível 4 ou superior. Para fazerem o teste e obterem o certificado, os pilotos podem procurar as gerências regionais da Anac ou as escolas credenciadas.

Nenhum comentário: