domingo, 7 de dezembro de 2008

Estado de Minas: Relatório endossa CPI

Relatório endossa CPI

Brasília – O relator da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do Apagão Aéreo na Câmara, deputado Marco Maia (PT-RS), disse que a confirmação de que os pilotos do Legacy desligaram o transponder reforça a necessidade de que Joseph Lepore e Jan Paladino devem ser responsabilizados criminalmente pelo acidente com o vôo 1907, da Gol, que deixou 154 mortos.

Para o deputado, o desligamento do transponder teria sido a principal causa da segunda maior tragédia da aviação brasileira, em 29 de setembro de 2006. “Durante a CPI já havíamos apontado que o desligamento do transponder foi uma das causas do acidente. O relatório da Aeronáutica só veio confirmar que os principais responsáveis pelo acidente foram os pilotos do Legacy e eles têm de ser responsabilizados por crime doloso”, disse Maia.

Também integrante da CPI, o deputado Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR) defendeu que o governo brasileiro deve ter empenho para trazer ao Brasil os dois pilotos para responder pelo acidente. Ele lembrou que Lepore e Paladino se recusaram a prestar esclarecimentos à Justiça brasileira e também não compareceram à CPI. “Essa estratégia é um sinal de que eles não estão prontos a prestar contas do que fizeram naquele vôo. É um sinal muito forte de que eles não tenham falado toda a verdade”, disse.

“Na minha opinião, eles são os culpados, apesar de que um acidente não é um fato isolado em si, mas sim uma somatória de erros que leva a uma tragédia.” Para o deputado, houve imperícia por parte dos pilotos, que não conheciam o equipamento e desconheciam o sistema de controle aéreo brasileiro.

Nenhum comentário: