sábado, 12 de abril de 2008

Familiares de vitimas do acidente da Gol se reúnem com Nelson Jobim

G1: Familiares de vítimas do acidente da Gol se reúnem com Nelson Jobim

Grupo entregou pauta de reivindicações sobre o processo do acidente aéreo.

Eles pediram melhorias no sistema áereo, mudanças na lei e no valor do seguro aéreo.

O ministro da Defesa, Nelson Jobim, recebeu familiares de vítimas do acidente com com o Boeing da Gol, nesta quinta-feira (10), em Brasília. O grupo entregou uma pauta de reivindicações sobre o andamento do processo do acidente, melhorias no sistema áereo nacional, mudanças no valor do seguro de Responsabilidade da Empresa de Transporte Aéreo (Reta) e até sugestões sobre alterações na lei.

O acidente aconteceu no Norte de Mato Grosso em 29 de setembro de 2006 e vitimou 154 pessoas que estavam no Boeing da Gol. O avião se chocou em pleno ar com um jato Legacy que seguia de São Paulo rumo aos Estados Unidos. O Legacy conseguiu pousar em uma base aérea no Sul do Pará. Os sete ocupantes do jato sobreviveram e as 154 pessoas que estavam no Boeing morreram.

Segundo Jorge André Cavalcanti, tio da vítima Carlos Cruz, participou da reunião e disse que o ministro recebeu a pauta com bons olhos. " Ele se mostrou bem receptivo e interessado no que tínhamos para falar. Foi uma longa reunião com ele e toda a equipe técnica dele", disse.

Um dos pontos apresentados pelo grupo ao ministro está a criação de um órgão ou instituição, ligada ao Ministério da Defesa, que apóie as famílias e as oriente para fazer valer seus direitos, além das melhorias do sistema aéreo brasileiro. "Também falamos sobre a defasagem de mais de 20 anos do Seguro Reta. Em valores atuais, o montante é de R$14.223,64", disse Cavalcanti.

O grupo de parentes também apresentou um antigo pedido, que é a melhoria da legislação brasileira para garantir aos famailiares das vitimas de acidentes aéreos uma assistência maior governamental. "É a assistência médica e psicológica e a aquisição de medicamentos até a conclusão de todo o processo indenizatório", afirmou Cavalcanti.

Processo

"Ao tomarmos conhecimento da entrada do pedido de habeas corpus dos advogados dos pilotos do jato Legacy pedindo que fossem ouvidos nos EUA, nos dirigimos até a desembargadora Jane Silva, responsável pelo processo, que nos garantiu que avaliaria tal procedimento dentro da legislação brasileira e dos acordos internacionais", disse Jorge André Cavalcanti.

O juiz federal Murilo Mendes, de Sinop, decidiu que os pilotos Jan Paladino e Joe Lepore depusessem nos EUA. Por conta disso, os familiares de vítimas do acidente pediu que ao ministro da Defesa que os estrangeiros sejam tratados de maneira diferente no Brasil. "Os estrangeiros que estão sob investigação deveriam ser impedidos de sair do país. Eles mesmos assinaram um termo se comprometendo a voltar para prestar depoimento no Brasil e, depois, entraram com um processo pedindo o contrário e foram atendidos", disse o tio de Carlos Cruz.

Abaixo-assinado

Familiares das vítimas do vôo 1907 da Gol fazem abaixo-assinado para pedir que a Justiça Federal de Mato Grosso puna os responsáveis pelo acidente ocorrido no Norte do estado.
A Associação de Familiares e Amigos das Vítimas do Vôo 1907 (AFAV) disponibiliza o documento no site da entidade (www.associacaovoo1907.com).

A coleta de assinaturas termina dia 15 de maio deste ano. O documento será enviado, junto com cartas de familiares, ao juiz Murilo Mendes, responsável pelo processo criminal no Brasil.

Nenhum comentário: